quinta-feira, 14 de abril de 2011

ACREDITAR NÃO, RACIOCINAR SEMPRE - Jornal A Tarde - Coluna Religião

Eu penso que a ninguém se deve pedir, exigir uma fé, pois ela não passa por um processo de imposição de convicções, de certezas que, muitas vezes, só o profitente, de maneira segura, tem.

A estruturação da fé, devo reconhecer, muitas vezes, nasce de sentimentos muito subjetivos, que podem não ser alcançados pelo vulgo comum, digamos, mas que se tornam arrebatadores na vivência de quem os sente.

Exigir uma fé é ato de tamanha violência, que se assemelha a tortura fascista, digna de um carrasco, pois, se o coração não foi tocado, se a razão não foi sensibilizada, nada, portanto, sortirá o efeito real da crença. É muito difícil, preciso reconhecer, que uma pessoa abra mão de toda a sua verdade histórica acerca de algo, em especial da crença religiosa, para passar a acreditar sem vacilo, sem titubeio em algum fenômeno ou situação que seja apanágio dos que acreditam. Honestamente, não penso que os fenômenos mediúnicos, por exemplo, possam transformar a fé de alguém, muitas vezes eles se transformam em pontos de incômodos, de desconforto que podem até gerar um confronto e busca obstinada do contraditório, em explicações vazias ou até mesmo de justificativas esdrúxulas aquilo que não se consegue racionalizar e aceitar de maneira tranquila.

Vejo muito frequentemente isso no caso da pintura mediúnica, a pessoa está ali vendo um quadro a óleo ser feito entre 5 e 12 minutos, mas prefere buscar a desqualificação como instrumento de acomodação de sua mente cética à possibilidade de uma realidade que transcenda à sua verdade.

Chico Xavier sempre foi ridicularizado pelos críticos literários, quando apreciavam os seus escritos poéticos, nascidos de nomes venerados em nossa literatura, como Castro Alves, Casemiro de Abreu, Augusto dos Anjos... mas, nenhum deles, ao contrário de seus pontos de vista, reconheceu, então, a genialidade de um escritor tão prolífero, oferecendo destaque no rol dos grande acadêmicos brasileiros.

Realmente, a fé não se pode exigir, mas o pensar racionalmente se torna uma obrigação a seres que se distinguem no reino animal pela inteligência e capacidade cognitiva discernitiva. É dessa forma, então, que não poderemos simplesmente dizer que as crianças chacinadas em Realengo, no Rio de Janeiro, tinham que passar por aquilo, simplesmente e pronto. É simplificar muito o processo da lei de causa e efeito e imaginar que alguém reencarnaria com o propósito de ser assassino, para retirar da vida jovens quase crianças, “porque tinha que ser assim”. Nada dessas misérias e tragédias nascidas do livre arbítrio humano “tinha que ser assim”.

Precisamos colocar em nossas considerações de fé o repasse pelos corredores da razão, analisando de maneira isenta tudo que possa se relacionar com a situação sob avaliação, ou seja: não poderemos fechar questões simplesmente com sentenças menores, como chavões, para fechamento de questão. Isso serve aos fanáticos, jamais aos que querem viver uma fé raciocinada.

JOSÉ MEDRADO / MÉDIUM, FUNDADOR E PRESIDENTE DA CIDADE DA LUZ

(Jornal A Tarde:14-04-2011)

3 comentários:

alessandra rezende disse...

Penso que a FÉ deva ser raciocinada: " Não acredite em qualquer coisa só porque ela foi dita, nem em tradições só porque vêm sendo transmitidas desde a antiguidade;nem em boatos como esses; nem nos escritos dos sábios porque os sábios os escreveram;nem em fantasias que podemos suspeitar terem sido inspiradas por um deva;nem em inferências tiradas de alguma suposição casual que podemos ter feito;nem no que parece ser uma necessidade analógica;nem na mera autoridade de nossos professores e mestres.Acredite quando o escrito, a doutrina, ou o que é dito é corroborado pela razão e consciência"
GAUTAMA BUDDHA

alessandra rezende disse...

A fé de cada ser humano deve ser respeitada e não imposta.Não só a fé mais o lívre arbítrio.
Penso assim porque sou espírita kardecista como você meu amigo.
Obrigada por tudo!
Sinceramente obrigada!

ceciliaoldem disse...

A fe em Jesus Cristo deve existir acima de qualquer coisa, mas mesmo esta fe deve vir de dentro dos nossos coracoes, pois qdo a temos e facil de senti-la.
Jesus esta o tempo td nos mostrando que esta ao nosso lado, mas uns sentem e outros nao este toque.
A fe imposta eh a fe falsa eh a fe medrosa em acreditar que podemos ser castigados, esta eh a fe que vem sendo imposta a muitos e muitos anos atras pelos ignorantes em Deus.
Nasci em uma familia espirita, cresci fui a igreja Batista durante 6 anos e agora retornei ao kardecismo, que me enche de fe em Deus, em nossos Amigos Espirituais e nossos Anjos da Guarda e eh isto que me faz sentir melhor tds os dias, entender que nada e por acaso tudo tem um motivo.
Obrigada Medrado pelas suas palestras que tem expandido a minha mente e enchido o meu coracao e alma de FE, esta que salva!!
Moro em Bournemouth na Inglaterra aqui as pessoas sao mt ceticas, fica dificil para mim as vezes pois nao conheco nenhum centro Kardecista aqui; entao acompanho o site da cidade da luz e suas palestras.
Deus o proteja sempre.
Cynthia Oldemburg