sexta-feira, 22 de outubro de 2010

COMO VOCÊ SENTE?

Como você se sente vendo o horário eleitoral? Há momentos que penso que essa gente nos acha um bando de abestalhados, sem raciocínio.

5 comentários:

Junior Jr. disse...

Por que o governo americano iria homenagear uma cultura na qual a violência é tolerada e, até, valorizada? Sim, violência; pois, de acordo com as leis naturais a violação consiste em tudo aquilo contrário a tal curso. Logo, matar-se, é uma violencia contra as leis naturais.
Trata-se de algo “a priori”, e não cultural; cultural é a valorização da disso (a violência), e não, repito, a violencia em si e, no caso, a violência proposta na cultura religiosa islâmica. Esta cultura, por sinal, não combina com nada nos moldes democráticos ocidentais.
Democracia, aqui, é respeitar o convívio de idéias não afrontadoras da liberdade, que, alias, conta com a violência simbólica (lei) e material (punição estatal) p/ser preservada; isto remonta questões que envolvem a noção do contrato social e, a frente na historia, a teoria do poder constituinte de Sieyes.
Nesses termos, aceita-se o convivio entre religioes diferentes, mas não, no ponto nelas, aquilo que tange ao fomentar ideologico – no caso, religioso – para a pratica da violência (que, em verdade, existe em vários níveis e formas, não é?).
Por outro lado, a questão tb envolve soberanias distintas, os EUA e os países islâmicos. Pode-se respeitá-los (o que não foi feito pelos EUA, após o ataque de 11.11, por uma serie de fatores políticos, nacionais, e bélicos – os quais, diante da compreensão espírita, não são aceitos), mas apoiá-los?
De modo algum! Colocar na praça tal estabelecimento é ir contra isso; apoiar o que não se deve. Criando uma analogia, configuraria liberdade e democracia aceitar a criação de um partido político, no brasil, constituido pelas ideologias das farcs (como sugeriu lula, para Colômbia, so para se chegar ao poder?
vide http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,lula-sugere-as-farc-criar-partido-para-chegar-ao-poder,362096,0.htm)? P/mim, um presidente da republica, qe se submete as prescrições da CF, da qual deve(ria) conhecer, no caso, o teor do art. 5, XLIV, e os da proteção de DH, art. 4, II, nem deveria se reporta a um disparate desse. Mas vamos a analogia, com o denominador violência, referente ao caso dos EUA. Em nome da democracia, poderia ser criado tal partido político no Brasil? Lógico que não.
Não esqueçamos que "o mesmo" Espiritismo que não concorda com a violencia do socialismo, não pode, sem soar contraditório, ser favorável ao Jihad do islamismo... e do ponto de vista democrático, tb nada consoa.

Nina disse...

Querido Medrado
Eles não acham.Eles tem certeza.Ás vezes fico irada com certos comentários desses politicos e da forma como eles nos subestimam.
E essa campanha eleitoral então...
Está um nojo,aff

cris disse...

e incrivel como esles gastam o nosso tempo falando mal um do outo ao inves de ir direto ao que interessa.

Monica Numast disse...

MEDRADO é horrível...nem ligo a tv. mas sou Serra.
mas só sai besteira....

José Arruda disse...

Pois é Medrado, depois dos mensalões, sanguesugas etc. ficou difícil acreditar nesses caras, mas não podemos perder a esperança de um país melhor, pois o progresso é uma lei divina e este planeta está se transformando para regeneração, certamente estes que abusam hoje, no futuro não estarão aqui mais. Confiemos na justiça de Deus. Um grande abraço!!!