quarta-feira, 5 de agosto de 2009

EU CONCORDO E VOCÊ?

PROCURADORIA QUER VETAR SÍMBOLOS RELIGIOSOS

Reprovada pela Igreja Católica, a ação do Ministério Público Federal de São Paulo pedindo a retirada de símbolos religiosos de repartições públicas federais no estado encontra defensores entre evangélicos e igrejas cristãs históricas. No final de julho, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo ajuizou ação civil pública pedindo à Justiça que obrigue a União a retirar símbolos religiosos, como crucifixos e bíblias, de áreas públicas de órgãos federais. O argumento é o de que os objetos ofendem a liberdade de crença e sua permanência fere o princípio do estado laico. A decisão caberá à juíza Maria Lúcia Lencastre, da 3ª Vara Federal, que irá ouvir a União antes de tomar uma decisão. A ação da Procuradoria teve origem com uma representação do grupo Brasil para Todos, que defende a laicidade do estado e a impessoalidade da administração pública

6 comentários:

Graça Vieira disse...

Medrado,
Como vc não sabe quem sou... sou frequentadora da cidadade da luz. Coloquei um link do seu blog, no meu...é legal as suas postagens me são anunciadas...maravilhas da tecnologia.
Sobre a retirada dos símbolos religiosos, também concordo. Sendo as instituições, representações de poder, estariam de alguma maneira, induzindo o inconsciente das pessoas, ao exporem símbolos de qualquer religião que seja.
Abraço
Ah! Foi tão bom o Kumbaia, ontem. Me ajudou muito no exercício de mentalização que fiz antes de dormir.(sem falar do bem que a gente não pode mensurar)

Julice Vieira disse...

Também concordo. Muito justo e coerente. Está aí uma ação raciocionada, onde pessoas sensatas podem entender claramente sua função. As repartições públicas são frequentadas por pessoas de todos os segmentos religiosos. Dentro de suas casas, seus templos, igrejas, terreiros e centros espíritas, cada um usa o símbolo que desejar e quiser.

Renato de Camaçari disse...

Enquanto a tecnologia, a liberdade de expressão e a democratização do Brasil evoluem, ficamos estagnados nesse paradigma de a igreja católica ser uma espécie de “religião oficial”. Aqui em Camaçari a prefeitura ilumina e ornamenta a igreja, com o dinheiro público, em todas as festas. O canal de televisão do estado só parou de transmitir a missa dominical depois da ação judicial de Medrado. Sou totalmente a favor de qualquer ação que vise a igualdade de direitos, seja de crença, expressão, educação, saúde, etc. Infelizmente ainda estamos longe disso, mas já estivemos pior. Senão vejamos; a ditadura, a escravidão, as agressões de maridos sobre as suas Amélias e muito mais. Se esta ação for realmente vitoriosa, o que é quase certo, já tenho por onde começar a cobrá-la.
Um abraço a todos.

Judite disse...

Oláa querido AMIGOOOO
Realmente não devemos ser obrigados a compartilhar símbolos religiosos não pertencentes à nossa crença, quando vamos à alguma repartição pública.
Que a juiza seja inspirada a impedir esse constrangimento.
Abraço FORRRRRTE

Rosália disse...

Olá,
Eu acho que existem coisas mais importantes pra serem discutidas, e como estamos numa pseudo democracia,não se deve ser impedidos são utilizações de outros símbolos de religiões diferentes.

Henrique disse...

Acredito que existem coisas mais importantes que deveriam deixar de existir e que não houvesse mais a necessidade de vermos para tomarmos uma atitude, tais como: a velhice desamparada, a criança abandonada, a saúde desconsiderada... Enfim, existe algo mais triste do que o olhar daquele que sofre uma das situações citadas? (sem enumerar muitas outras também importantes). O mais triste é que ainda perdem tempo prestando atenção em outras coisas. Será que é para não tomar nenhuma atitude? Além do que, devemos respeitar todas as religiões. E para nós o que importa um símbolo? A quem mais é dado, mais será cobrado.