sexta-feira, 14 de agosto de 2009

DIGA-ME, ESTOU ERRADO?

Disse Paulo, o apóstolo dos gentios, em Rm 12.3: “Ninguém tenha em si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu”. É impressionante como os que se arvoram no patamar de “espíritos superiores”, “defensores dos princípios doutrinários”, “reguladores do certo e do errado” são sempre os que defenestram de suas almas os princípios cristãos da conduta e do comportamento. Vivenciam a sua “fé” como instrumento de vazão de sua presunção e arrogância, tentam afivelar máscaras de santarrões, mas não passam de hipócritas que, no teatro grego, eram os atores que representavam sem nunca tomar decisões sobre o texto; seus talentos estavam em convencer a plateia de que eles não eram eles mesmos, mas, sim, aqueles personagens ali no palco. Milênios se passaram e não surgiu palavra melhor para definir muitos religiosos, que continuam tão dissimulados quanto seus ancestrais do teatro, afinal de contas, permanecem vivendo e fazendo o seu teatro, mas com textos agregados da filosofia dos eufemistas e falaciosos. É muito interessante, por exemplo, como criticam a Cidade da Luz, porque lá passamos a “sacolinha”, onde os presentes contribuem com o que quiserem, sem estipulação de valores, e a não contribuição não vira empecilho para não participarem da reunião, como sempre se fez nas igrejas católicas; nas evangélicas, o valor é estipulado e se cria a compulsoriedade do dízimo. Pois bem, eu agora questiono: os tais seminários, workshopings onde os participantes são obrigados a pagar uma entrada e têm com isso um crachá de acesso, caso contrário não entram, é melhor que a minha sacolinha? Hipócritas! Na Cidade da Luz, ninguém fica sem entrar para a reunião sem a colaboração e, nesses eventos, há “guardas” na porta que não deixam de forma alguma a pessoa entrar sem ter pago. Os eufemistas de plantão dirão: É diferente, pois no seminário vai quem quer. No Centro, não? Ah! Mas é para cobrir os gastos. No Centro, não? A verdade é que muitos querem fazer, mas temem, acovardam-se, pois as dificuldades que os Centros passam são imensas, e cada dirigente é que sabe o que precisa fazer para enfrentar suas despesas. De jeito algum discordo que tais seminários sejam cobrados, mas, impedir acesso e dizer que é diferente da sacolinha da Cidade da Luz, façam-me o favor, é mais que hipocrisia, é querer convencer que a Luz é quadrada. A verdade é que ninguém fica na beira-da-estrada jogando pedra em árvore de eucalipto, não tem fruto. A decência não se mede por práticas exteriores, mas sim por conduta moral, por histórico de vida e verdade na vivência de sua fé. As pessoas se encontram mais descrentes, pois os que se arvoram em “representantes” de forças superiores, enviados divinos agem como esguias serpentes, rastejantes e sinuosas, deslocando de acordo com os seus interesses e conveniências, mas sempre a postos, quando for para dar o bote. Tudo com muita artimanha e dissimulação, mas há os que as percebem.

9 comentários:

M. Nilcéia Juncklaus Preis disse...

Não querido amigo, não estais errado.
Nem em tuas colocações, muito menos em tuas atitudes. Aliás quem somos nós para julgar atitude tua ou de quem quer que seja?
Se não me engano foi o próprio Codificador da Doutrina quem disse certa vez que os piores inimigos do Espiritismo estariam entre seus pares.
Para aqueles que possuem, como dizes, a paz de lexotan, pode parecer uma afirmação dura demais vindo dele, porém, pra nós que não a temos, sabemos que ela é verdadeira e se aplica, ainda, aos que vivem um espiritismo com visão estreita e engessada.
É necessário que deixemos de parvoíces, e busquemos vivenciar a verdadeira doutrina, sem nos preocupar com a conduta alheia, porque se for para continuarmos a viver a Doutrina Espírita sem o alcance da visão do próprio Kardec, é melhor que fiquemos calados.
Ele nos deixou diretrizes para que a unidade dentro do pensamento doutrinário se mantivesse, além de orientações para a sua expansão, com segurança.
Entre outras coisas pensou em um Comitê Central que funcionasse de forma democrática e, ainda, idealizou o Controle Universal dos Espíritos para as revisões periódicas na doutrina (a cada 25 anos), de modo que alguns parasitas não cristalizassem o pensamento doutrinário e não se perdesse no tempo e pudesse acompanhar a evolução do planeta.
Pelos meus parcos conhecimentos, se alguma coisa tivesse sido feita, teria evitado que aquela fala do Codificador se aplicasse em situações como a que estamos vivenciando pelo teu relato.
Segue adiante!
Que a luz e a paz do Pai continue contigo.

Beijo carinhoso

Nil

Jarbas disse...

Não. Está certíssimo! Eu tb não aguento essa hipocrisia, esse apego a historinhas q só servem para atingir outrem e não contribuem para o crescimento de ninguém.

Fernanda Siqueira disse...

Acho que vc está certo!!! Para que maior hipócrisia do que os escandalos do 'bispo' Macedo???

acho que vc tem que passar sim sua sacola e receber o que seus amigos estão dispostos a doar...

Quem está precisando recebe de coração o que lhe derem, e quem doa, oferece de coração o que pode .

Bjs

cristiane disse...

Medrado

Você não vai gostar de saber o que penso de você .(riso)
Simplesmente sou sua fã.
Fã mesmo,incondicional, do Rio da Praça Seca.
Não perco uma palestra pela bendita internet.
Amigo (eu te considero assim, considero Jesus não vou considera você)diante da obra que você ergueu com a espiritualidade alguém pode falar alguma coisa .
A POR FAVOR ESTOU CANSADA DE HIPOCRISIA.
Me identifico com você demais pois sou assim : falo mesmo.
Como estava sempre em tratamento resolvi me afastar da casa que trabalhava pois lá se estiver contra alguma coisa você têm que ir para o passe especial.E todo o trabalho que voê realiza está esquecido.
Brinco que meus obssessores são muito trabalhadores.Graças a Deus
Comigo não tempo ruim. Lavo banheiro,psicografo dou palestra e assim vai.
Não estou lhe mandando curriculo não viu , mais quando for a Bahia o primeiro lugar a visitar será ai em cidade da luz.
Hoje faço minha parte de carreira solo.

Se tiver um tempo fala comigo:
cristiane paul no orkut
MUITTTTTTTTTTTTTTTTTTA PAZ!

Julice Vieira disse...

Não lindinho, você está certo. É puro preconceito, a forma de pedir ajuda é que é diferente da deles. Um abraço apertado.

Judite disse...

Bom dia QUERIDOOOO
Bendita sacolinha que ajuda a manter esse trabalho MARAVILHOOOSO que você faz...Continue SEMPRE!!!
Não dê ouvidos a quem critica a prática do BEM!
Abraço FORRRRRRRRRRRTE

AAGA disse...

POR EXEMPLO: O DÍZIMO, INTRODUZIDO NA BÍBLIA ATRAVEZ DE SUAS DEZENAS DE TRADUÇÕES. QUE PRIMEIRAMENTE ERA EM ARAMAICO, PASSOU PARA O HEBRÁICO, PARA O GRÊGO, PARA O LATIM...PARA O ALEMÃO, NA ÉPOCA DO MARTIN LUTERO. CURIOSO QUE, SOMENTE OS "ESCRIBAS" SABIAM LER E ESCREVER. ATÉ OS REIS ERAM ANALFABETOS. INTERESSANTE QUE, ESSES ESCRIBAS ESTAVAM A SERVIÇO DOS POLÍTICOS E RELIGIOSOS DA ÉPOCA. PORTANTO, ELES SEMPRE, EM SUAS TRADUÇÕES, ACRESCENTAVAM E SUPRIMIAM ALGUMA INFORMAÇÃO PARA SATISFAZEREM SEUS SENHORES. HOJE EM DIA, ACONTECE UM FATO E VEMOS COMO CADA ORGÃO DE IMPRENSA(OS ESCRIBAS DE HJ)O NOTICIAM DE ACORDO COM O INTERRESSE O GRUPO A QUE PERTENCEM. QUANTO MAIS A 5 MIL ANOS ATRÁS(DATA DOS PRIMEIROS LIVROS BÍBLICOS, ACEITOS). FINALIZANDO, E PORQUE E COM QUAL INTERESSE, DIVIDIRAM ESSES LIVROS EM APÓCRIFOS E CANÔNIMOS??? SEJAMOS COERENTES. SOMENTES SENDO SÊGOS E SURDOS PARA ACEITAR CERTAS INCOERÊNCIAS QUE TEM, OU MELHOR, QUE INTRODUZIRAM NA BÍBLIA, ATRAVEZ DE SUAS DEZENAS DE TRADUÇÕES. BASTA PEGARMOS UMA BÍBLIA "EVANGÉLICAS" DOS ANOS 60 E COMPARARMOS COM AS BÍBLIAS EVANGÉLICAS DE HOJE. JÁ ENCONTRAMOS DIFERENÇAS...E AÍ???SOMOS TÃO CARENTES DE FÉ QUE FACILMENTE SOMOS MANIPULADOS.

MARLENE SANTOS disse...

Olá Medrado, é por isso que te admiro,você diz coisas muito certas.




19/09/2009.

Marlene Santos.

valquer nunes disse...

Meu querido irmão Medrado, de certa forma concordo com suas esplicações, mais me sinto pesaroso em ver que o seu lindo trabalho sejá axincalhado, quando na verdade deveria ser COPIADO, imitado de certo!!, mais nunca igualado. Meu irmão em Cristo, Nada sou para dizer-te isto, mais por estar frequentemente na Cidade da Luz, (que deveria ser Cidade da Paz.) Pois todos que adentram encontra a paz. E que assim sejá. Ft abraço e esteja mais e mais na luz. Espero que já esteja melhor de saúde. Ft abraço
Valquer.