quinta-feira, 9 de julho de 2009

A ESMAGADORA FORÇA DE UM ÍDOLO.

A ESMAGADORA FORÇA DE UM ÍDOLO - É realmente impressionante como o ser humano busca endeusar seus ídolos. Há quem diga, estudiosos da Psicologia, que é uma espécie de realização no outro, projeção. A verdade é que tenho visto por aqui que ao ídolo tudo se perdoa, bom. Por que, no entanto, não agimos da mesma forma com os nossos ídolos familiares assim, também? Perdoando excentricidades, entendendo os "maus passos", não julgando, repreendendo quem o faz, tudo igualzinho como fazemos com os ídolos, como vocês estão fazendo aqui em baixo com MJ??!!! Não acredito que Michael Jackson seja exemplo a ser seguido, salvo em sua arte. Não acho, todavia, que ninguém quis mudar de cor só porque ele quis... E pude ver quanta justificativa para as suas ações... Bom, realmente muito bom, pois devemos sempre compreender os outros, seus processos, PRINCIPALMENTE OS OUTROS MAIS PRÓXIMOS DE NÓS. Diante de um ídolo, parece que se fica mais cristão e tudo é esquecido. Viu como vocês são capazes de entender, aceitar tudo do outro? Então comecem a fazer as mesmas defesas, terem o mesmo comportamento de tolerância, aceitação, compreensão, com os seus pais, irmãos, companheiro(a), colegas, vizinhos...............Um abração apertado.

16 comentários:

Julice Vieira disse...

Menino, deixe eu trabalhar viu? Michael Jackson está morto e eu estou vivíssima e preciso me manter. Escrevo demais, gasto MUITO tempo e fico viciada nisso...Vou apertar o stand by. Acho que você, JM, tem toda razão, precisamos refletir sobre essas coisas. Nossos familiares, amigos, colegas também são espíritos em evolução. I Love you so much!
Julice.

Fernanda Siqueira disse...

Infelizmente é muito fácil administrar, resolver e tomar parte da vida dos outros... Os ídolos estão longe, são maravilhosos no que se mostram, mas no dormir e acordar de cada dia é que são tão humanos como nós e nos iludimos sem saber o que é que está perto... Como cantou Caetano "de perto ninguém é normal".

Boa lição para vermos com os olhos de um fã as pessoas que são nossos ídolos de convivência: pai, mãe, irmãos, companheiros, algum amigo...

Cydda disse...

MJ..FOI UMA PESSOA ONDE VÁRIOS FANS SE INSPIRARAM NELE,POIS TODA VIA .ELE FOI UM IGONI DA MÚSICA POP..MAIS NEM POR ISSO DEVEMOS ACEITAR SEUS ERROS E DEFEITOS ,POIS TB DEVEMOS OLHAR SEMPRE AO NOSSO REDOR QUE TEM PESSOA QUE TB PRECISAM SER POLICIADA!!NUNCA SE DEVE ESQUECER OS DEFEITS TODOS ,MESMO GOSTANDO MUITO!!!BJS! AMADO MEDRADO!!!

Assessoria de Imprensa disse...

udar de cor, eu tambem tinha esta opinião que fora forjada e influenciada pela imprensa maldosa.
Ele realmente tinha vitiligo, busque no youtube videos digitando MICHAEL JACKSON VITILIGO e verá as provas de que ele estava doente ha mais de 20 anos, o que certamente abalou e destruiu a auto estima já tão esfacelada deste rapaz.
Para piorar, li hoje ainda, que o Dr. Depak Chopra, respeitadíssimo medico e estudioso da física, de origem indiana, diagnosticou LUPUS em Michael Jackson ha algum tempo, ou seja, o que não era bom ficou pior.
Deixemos de olhar as coisas ruins deste homem, deixemos que ele repouse, ja que em vida tanto trabalhou e jamais teve paz, mesmo com tanto dinheiro, o que remete reforçar que DINHEIRO NÃO É SINONIMO DE FELICIDADE.
Vamos tirar a lição e o exemplo da dedicação pelo trabalho, pelo esforço e a ajuda ao proximo.
E TENHO DITO ! Rsrssrsrsrrrs

PAZ INTERIOR É A PAZ DE JESUS disse...

JOSÉ MEDRADO E QUANDO VOCÊ É O IDOLO, VOCÊ MEU IDOLO ME U TERAPEUTA LINDO, TE AMO!

Breno disse...

Veja bem,

Antes de Michael Jackson morrer ninguem falava dele, ninguem sabia as músicas dele, ninguem queria saber como ele estava, depois que ele morreu, todos os jornais lembram os lados positivos da vidade dele.

Ora pessoal, sempre, com todos, não só com ele, é de bom censo lembrar apenas o lado bom dele, as virtudes. Para que lembrar o lado ruin dele? Não é preciso, vamos lembrar das caridades que ele fez, da sua arte incomparavel, vamos lembrar o lado bom dele, é o que eu tento fazer todos os dias com os encarnados e os desencarnados.

Se conseguirem me ensinem como... rsrs

Até mais

pacifica disse...

medrado vc disse tudo agora faco os meus pensamentos os seus e acrescento mais ja que se presta tanta homenagem por que nao faze-lo em vida?por que nao podemso fazer uma homenagem a nossas maes tao queridas que semprem estao conosco em nossas vidas,nossos irmaos,esposo(as) enfim.ja foi o tempo que em endeusava qualquer artista.agora neste momento de minha vida minhas homenagens e endeusamentos sao para minha familia ,meus amigos queridos e todo aquele que me quer bem nessa vida.bjo na sua alma medrado.JESSICA

Tania disse...

Oi Medrado! Sou frequentadora assídua de suas palestras maravilhosas...assistindo o filme "À Procura da Felicidade", no qual tem como tema essa música: http://www.youtube.com/watch?v=-MnINEAQBkU, eu acho que daria um bom tema para você desenvolver uma palestra. Tenho certeza que esta música vai tocar bem no fundo do coração de todos. Com carinho, de sua fã, Tânia.

Julice Vieira disse...

JM, você não tem noção da quantidade de novos fãs de MJ que vem surgindo. Gente!!! É impressionante, meus alunos falam em Michael Jackson o tempo inteiro! Dançam nos corredores, cantam as músicas, desde os mais jovens aos mais velhos. Estou vivendo isso tão de perto, estou impressionada pela proporção! Claro que já sabíamos que isso iria acontecer, mas... Olha, CDs e DVDs (piratas) chovem nas mãos deles. E olha que eu nem falei a estes, atuais, que sou fã, eles têm mania de se espelhar na gente(professores). Fico só a observar tudo. Se eu usar uma tiara um dia, no dia seguinte quase todas as meninas na sala estão de tiara. Um exemplo bobo, só para você ter noção. Eles só escrevem motivados e alguns só escrevem bem, quando o assunto é discutido a exaustão, como este por exemplo. Estou pensando em colocar um tema relacionado a este em uma avaliação desta unidade. Algo que faça-os refletir sobre essa questão do exemplo, do ídolo, influências negativas e/ou positivas, tanta coisa... Algo que seja , de fato, funcional para vida deles. O objetivo principal, que é motivá-los a escrever, tenho certeza, absoluta, que vou atingir.

Um beiJU.

Lili disse...

Concordo que devemos praticar o perdão com nossos mais próximos, pois é muito fácil se perdoar os ídolos distantes.
Esta idolatria se dá devido as carencias humanas e a vontade que temos de ser o outro, a insatisfação que se tem consigo mesmo, que leva a esta idolatria que acaba se tornando um vício, o que é perfeitamente aceitável dentro da fragilidade e limitações da inteligência humana.
Exageros à parte, eu não posso dizer que perdoo o MJ pelo que ele fez, por 2 motivos: primeiro, que apesar das especulações, de fato não vi nada que ele tenha feito de errado, e se o fez, não me sinto digna ou com direito de julga-lo, muito menos perdoá-lo. Contudo ( posso estar enganada) porém ele me passava paz, pureza,e meu coração nao costuma se enganar com essas coisas, portanto sempre o escuto. No mais, acredito que todas estas homenagens que estão sendo feitas ao rei do Pop são justas, pelo legado que ele deixou na história da musica mundial, pelas pessoas que ele conquistou, pelos corações que ele tocou, em fim, acredito que mais do que qualquer coisa, ele foi um infeliz e sofredor neste mundo, e quero muito acreditar que ele esteja em um lugar muito melhor.
Gostaria de deixar claro que o MJ não era, nem é meu ídolo, apenas o respeito como ser humano, e não concordo quando alguem o desmerece de perdão, homenagem, ou qualquer outra expressão de admiração e/ou carinho.

força disse...

Acredito que os confitos familiares, por ser algo mais próximo e constante de nós, dificulta o perdão contínuo. Mas o amor pode nos ajudar a ver de uma melhor forma algo que a nós pode chegar de maneira errada por parte dos nossos ídolos familiares.

Beijo.
Elaine Dias.

Julice Vieira disse...

Pô Lili, você ofende a gente com esse trecho:

"Esta idolatria se dá devido as carências humanas e a vontade que temos de ser o outro, a insatisfação que se tem consigo mesmo, que leva a esta idolatria que acaba se tornando um vício, o que é perfeitamente aceitável dentro da fragilidade e limitações da inteligência humana".

Nem sempre, nem sempre é assim.

Quem será que eu gostaria de ser? Gosto de tanta gente: Ney Matogrosso(AMO), Zeca Baleiro, Chico Buarque, Roberto Carlos(ontem), os roqueiros todos que já citei aqui no Blog e muitos, muitos outros. Adoro música. Mas nunca fui uma fã desesperada...
Alguns psicólogos afirmam isso que você escreveu, mas não cabe a todos e nem com esse exagero. Porém, pensando melhor, na encarnação que vem, bem que eu poderia ter a voz de Maria Bethânia... Seria ótimo!
Um abraço.

Ana disse...

Com certeza Medrado vc está certissimo,realmente a humanidade está muito egoista.Devemos sim pensar mais nos nossos familiares, amigos e até mesmo "inimigos",pois todos nós precisamos nos evoluir cada vez mais espiritualmente.Tenho certeza que a idolatria não leva ninguém a lugar algum.Adoro vc e ouço seu programa na metrópole todos os dias. bjs Ana Lúcia mais uma de suas fãs

Flavia disse...

Ontem escutei a sua palestra sobre a questão das escolhas, que me caiu como uma luva. De fato, tudo que nos acontece é reflexo de nossas escolhas, mas nem sempre estamos atentos aos "sinais". Somente há pouquíssimo tempo percebi que deveria ser menos exigente e crítica (com os outros e comigo mesma). Os efeitos se percebem a olhos vistos, estou apenas no meio do caminho, mas "sou brasileira e não desisto nunca". Rs. O fruto só dá no seu tempo e é a necessidade de ficar cada vez mais em PAZ é que me guia. Como você mesmo disse: nosso coração sabe o que é certo e é preciso escutá-lo. Os percalços não serão poucos, mas deixo aqui uma palavra: RESILIÊNCIA! Um grande abraço pra vc, Medrado, e para todos!!!

mari disse...

Booooa, Medrado. Não li o outro post, q falava sobre MJ, mas realmente, é muito mais difícil sermos tolerantes com os próximos, mais próximos!

silvia disse...

ìdolos são construídos por nossa infindável (???) necessidade de egolatria.. quando começamos a trabalhar na seara do ídolo por excelência, jesus, nos nutrimos da verdade e da plenitude, diariamente e a necessidade de preenchimento das nossas carências afetivas, onde antes (?)supostamente pre en chi das por ídolos de barro, de pl´stico, de mentira, são plenamente satisfeitas com a doação de um tempo diário de que todos dispomos, e q devemos mesmo dispor como prioridade absoluta, porque a hora se faz urgente
ídolos, idolos e ídolos: qual deles? a busca da nossa angelitude, a busca da divinizaçaõ(longa estrada). mas fecunda por si, é o nosso ídolo a ser construído,pois não?
beijos, meu ídolo!