segunda-feira, 27 de julho de 2009

DINHEIRO É IMPORTANTE, POR ELE VALE TUDO?

Ontem pela primeira vez vi o tal, acho (nem lembro realmente o nome preciso), Jogo Duro, programa da Globo, onde os concorrentes se submentem a quase tudo por dinheiro. Degradante, mas fiquei me perguntando: será que as dificuldades daquela gente as levaram aquele programa? Vale realmente tudo para se conseguir dinheiro para fazer frente às suas dificuldades? Há alguma situação em que você se submeteria a tudo por dinheiro? Diga aí. Abração.

18 comentários:

judite disse...

"Bom dia AMIGOOOO!!!!
Claro que NÃO!!!
Dinheiro é necessário para a sobrevivência, mas dignidade TAMBÉM!!!
Penso que as pessoas que se submetem a esse tipo de programa visam mais os quinze minutos de fama, o "estrelato", a possibilidade de serem capas de revistas, modêlos profissionais.
Abraço FORRRRRRRTE.

Fernanda Siqueira disse...

Olá Medrado!! Bom diante do que vemos as "modelos e atrizes" se submeterem por dinheiro, este programa dói menos no pudor, mas nem tanto na moralidade... O problema (penso eu) é que as pessoas querem dinheiro da maneira mais fácil, e é mais fácil, para alguns, se submeterem a certas situações do que encararem um emprego... Sou professora e sei que não ganharei em uma vida o que algumas pessoas ganham em uma participação de programas televisivos, mas já estou conformada em viver com o pouco do meu trabalho honesto. Beijão

Menina Má disse...

Acho que por dinheiro não é digno se humilhar. Ainda bem que o programa acabou.

Monica Pinto disse...

Medrado, meu amado!!!
Não sei se faria qualquer coisa por dinheiro, mas se a vida de meu filho estivesse dependendo desse dinheiro, eu iria entrar em um conflito existencial muito grande. Fazer algo que prejudicasse uma terceira pessoa para conseguir esse dinheiro eu não faria com certeza.
Nesses programas se vê de tudo. Não me recordo em que jornaleco aqui do Rio eu vi uma reportagem, na qual dizia que uma jovem na Espanha se não me engano, estava leiloando sua "virgindade" e já tinha oferta na casa do milhão de Real...Para mim isso só ocorre, pois tem idiota que paga!!!! E depois dessa me responda aí!
Como dizer as meninas de hoje que se tem que estudar, trabalhar de maneira honesta, mesmo que se ganhe pouco.
Se o que vemos por aí são mulheres principalmente, que não se dão ao respeito. Me desculpe mais leiloar a virgindade é falta do que fazer demais. Quer ganhar dinheiro tudo bem, então leiloa o rim! Pelo menos vai ajudar alguém!! Beijos.

Alina disse...

Olá Medrado!
Estou passando por uma grande dificuldade de dinheiro, mas mesmo assim te digo que eu não me submeteria a isso.
Seria uma situação muito constrangedora e ridícula.
Prefiro fazer o evangelho, meditar e confiar em Deus que nunca me abandona.
Abraços e luz!

Renato de Camaçari disse...

A exemplo do que vivenciaram Dr. Bezerra e Chico Xavier, o dinheiro vai se tornando uma ferramenta para a prática do bem, a fim atender à consciência de cada um, à medida que vai se desapegando das coisas materiais e compreendendo o amor.
Antes disso, atende ao egoísmo, só.

Maria disse...

BOM DIA!
ACREDITO QUE NÃO. É MEU PONTO DE VISTA, MAS NESSE MUNDO CAPITALISTA, E CONSUMISTA EM QUE VIVEMOS, ONDE MUITOS SERES HUMANOS PERDERAM SEUS VALORES ÉTICOS E MORAIS,JÁ NÃO SÃO MAIS VALIDOS NO MUNDODESSA GENTE! TROCARAM, VAI VER QUE ELES ACHAM TEREM RAZÕES, EU PARTICULAMENTE SOU CONTRA A ESSES TIPOS DE BUSCAS, BEM SABEMOS QUE AS COISAS NÃO SÃO FÁCEIS,MAS NÃO É POR AÍ.EM RESUMO CARACTERISO COMO FALTA DE GARRA E HONESTAMENTE FALTA DE VERGONHA, SEJAM ELES QUEM FOREM OS PROGRAMAS OU AS PESSOAS.UM BEIJO NO CORAÇÃO.

Graça Vieira disse...

Medrado,
parece que, achando que estão dando provas de força pessoal, aquelas pessoas se submetem, provavelmente, sem se darem conta, a exibirem a degradação a que pode estar inserida na nossa condição humana.E lá vai o grande canal de comunicação nacional exibindo o que deprecia a condição humana como algo valioso, quando poderia estar colaborando para a educação coletiva.
Um abraço
Graça

Gardênia Sodré disse...

Olá Medrado,

Não vi o Programa, mas acompanhei algumas chamadas na televisão... quem são os participantes do Programa? Será que são pessoas que realmente precisam se submeter “aquilo”? Claro que não... os participantes são muito bem escolhidos pela Globo, que tem como objetivo alcançar o tão desejado ibope.
Eu acredito que essas pessoas aproveitam a oportunidade para se aparecer, e lucrar com a “brincadeira”, claro! Bom, qualquer situação que venha a ferir a minha dignidade, o meu caráter, o meu valor... não vale a pena! Se dinheiro trouxesse felicidade, hoje eu estava sofrendo em Paris. Até mais... ;)

Julice Vieira disse...

Não gosto muito de TV, nunca assisti a este programa, mas soube que é nojento! Dinheiro escondido em lugares imundos, animais peçonhentos. Misericórdia... morreria pobre. Dinheiro é importante sim, mas tudo tem limite. Eu concordo com Fernanda(prof), só não concordo em viver conformada, temos que tentar mudar, de alguma maneira, essa realidade atual por que passa o professor, para que outros, nossos descendentes, não sejam vítimas desse processo, na condição de professores e de estudantes também, de cidadãos. Sei lá, eu penso que um professor que sofre a ponto de ter de se conformar, deve tentar mudar de profissão, ganhar melhor. Estou satisfeita com minha condição financeira NO MOMENTO, e ao mesmo tempo muito revoltada com todo tipo de desvalorização por que passa minha classe.
Mari Gomes, diga aí, você que é prof e gasta frascos e mais frascos de Anais Anais, o que acha?
Não ligue, Mari, é palhaçada minha!

Ah! Quem é professor precisa assistir ao filme "Escritores da Liberdade", muito legal para refletirmos sobre os problemas que enfrentamos em nosso dia-a-dia e as possíveis "soluções".
Um beiJU para todos.

Rafaela disse...

Realmente esse tipo de desafio é um horror, por que fica a impressão que todos são mercenários.

Marilene Gomes disse...

Bom Dia Medrado!
Com certeza não! Fui educada por uma pessoa que ensinou-me a ter dignidade, ética...jamais me submeteria a coisas tão ridículas, sou feliz com o que sou,com o que faço e com o que tenho. Precisamos do dinheiro para pagar as nossas contas, para o nosso lazer e até para comprar perfumes não é minha colega Julice Vieira ?
Até por que não levamos nada quando morremos, pra que tanta humilhação e tanto estresse por causa de dinhiro?
Vamos ser felizes de outras formas você não acha ?
Um grande abraço!!

NETE disse...

Oi Medrado,
Dinheiro é "ïmportante", mas a dignidade das pessoas é mais importante. Acredito que essas pessoas pensem mais no estrelado que vem a posterior , capas de revistas, oportunidades na midia.Agora se elas acham que se humilharem perante uma camera para todo o Brasil vale isso....

Julice Vieira disse...

Jogue duro, Mari, nós merecemos uma colega cheirosíssima como você!!!
Eu tô dodói, Mari, uma renite ou gripe forte, ainda não sei...Depois escrevo sobre as novas postagens, participe também querida. Acho importante.

Beijo para você e para José Medrado.

marinete disse...

Olá Medrado tudo bem?
Medrado eu acho que "nunca" faria, mas como voce sempre diz, (e se fosse com voce ou alguem de sua familia o que voce faria), e ai? E ai que o bicho pega né.
Mas por outro lado o que fazer, se a gente convive com uma pessoa que faz isso, deixando inclusive, acabar com um casamento, poís não aceita dividir tudo que tem, isso dentro do casamento.
Essa pessoa acha que mesmo casada, é cada um na sua, ou que a parceirafaça aquilo que ele quer.
Como lidar com essa situação?
bjs

mel disse...

Boa tarde!

Belo Medrado!O dinheiro é importante e essencial a vida,mas até que ponto?
Não creio que vale a pena fazer tudo por dinheiro,até porque ele não dura muito tempo.
Beijosss iluminado.

Simone Carneiro disse...

Claro que não. Já existiram momentos em minha vida que pensei que o dinheiro resolveria todos os meus problemas. Porém tbem ja tive momentos em estar com dinheiro na mão e não ter coragem de sair de casa para comer,fingir falar ao telefone para as pessoas não me acharem uma estranha entre outras coisas. Jamais troco minha família e meus amigos por nenhum dinheiro, e principalmente o meu relacionamento com Deus, esse não tem dinheiro que pague.

Góia_Ceramista disse...

Dinheiro é bom. Sim! Mas quando é resultado de um ofício gostoso, gratifica e enobrece. Fruto do trabalho é mais que honra. Não sou muito fã de tv, mas li alguns comentários e estou enjoada.Mas, nada surpresa. Porque, a natureza" humana", é capaz mesmo de atrocidades pela conquista do "VIL METAL". Para que possam alimentar vaidades exacerbadas,sede de consumo que no fundo, espelha a carencia profunda de afeto, de ideais nobres, sem alimento . Sem campo fértil naquelas almas, pobres miseráveis almas. Tanto dinheiro, muitas vezes,leva á prepotencia, á solidão...e quando conseguido dessa forma, que sentimento virá junto?O de vazio, após satisfeitos os egos as egolatrias..