sábado, 27 de março de 2010

CASO NARDONI. POR QUE O LINCHAMENTO?

Não restam dúvidas: foram culpados. As provas periciais disseram. Estava lendo na cama, hábito horrível, mas o tenho, quando vi na televisão o resultado do julgamento. Euforia, rojões, festejos... Na sequência saem os carros que levariam de volta aos seus presídios os culpados, condenados... Aí começa o povo a correr atrás, a bater nos carros. Gente de toda idade. Chama-me, no entanto, a atenção pais com os seus filhos, em especial uma senhora que, puxando a filha pela mão, sai correndo, gritando, batendo no camburão, arrastando uma menina que deveria ter uns 9 a 10 anos. Perguntei-me: por que tudo isso? Já foram condenados. Gostaria de saber de vocês o que pensam sobre esta sanha de linchamento que se abate na pessoas... A mim parece uma vingança de algo vivido e não punido. Como se naquele momento houvesse uma espécie de sabor de vitória, vingança mesmo diante da sua própria história, de algum recalque, frustração, dor não “descontada”. O que vocês acham?

33 comentários:

José A. Soares disse...

Olá amado irmão,
acho que tem haver também com a sede de justiça que nosso povo tem. Quando acontece uma vitória sobre a impunidade, ficam todos eufóricos...
Abraço Fraterno,

will disse...

Grande Medrado!
O passado não volta e o que foi feito só Deus em sua benevolencia irá perdoar. Para os homens restou a punição que acompanhamos durante a semana com o julgamento e a condenação, mas nada trará de volta a vida de Isabela e a felicidade de uma familia. Quantos aos exageros a parte por parte da população é normal,afinal falta a esse povo: Paz, Saúde, Segurança e principalmente Educação.

Abraços wilde Santos
santoswi@hotmail.com

Emanoel Nogueira disse...

A justiça não pode ser medida melada de sentimentos. Acho importante pensar no papel da imprensa nisso tudo, pois crimes hediondos como este tipo, ocorrem não muito raro sem tanta "sede de justiça". Sera que o povo vestiria a tunica do juiz dessa maneira se não houvesse o sentimentalismo que houve por parte da imprensa?

elizangela disse...

Olha, tudo bem que o crime chocou a todos e me entristeceu, principalmente por que envolvia a relação pai e filha.Bom, a justiça foi feita: foram julgados e condenados e suas conciências também os julgarão e condenarão um dia, por que este é o verdadeiro tribunal
Agora ficam estes desocupados se aproveitando desta tragédia, que mais parece um espetáculo, para simplismente aparecer na mídia, mostrando suas supostas indignações.
E quando se pensa que atingimos certo patamar civilizatório,vemos o quanto bárbaros pré-históricos ainda somos, quando lançamos mão de um crime tão covarde que é o linchamento.

Marialva Brito disse...

Acredito ser o alardeamento por parte da imprensa, pois, tantos outros crimes tão horrendos quanto este não têm o mesmo clamor popular. Quantas crianças têm sido vítimas de violência aqui em Salvador e em outros cantos do país? Alguns só falam em Isabela e esquecem das vítimas de violência sexual e assassinatos brutais bem perto de nós. Vejam o caso da menina de 12 anos torturada e mantida em cárcere privado pela madrasta em Goiânia. Este caso foi contemporâneo ao do Nardoni. Infelizmente, o poder da mídia influencia a capacidade de reflexão de muitos.
Abraço, Marialva Brito

Daniely Novo Kamaroff disse...

Olá Medrado!
Olha, eu achei um absurdo, uma falta do que fazer aquele povo todo na porta do fórum fazendo aquela balburdia, sob o pretexto de que queriam "Justiça". Agora lhe pergunto, o que seria "Justiça"? Quem somos nós para avaliarmos o que realmente aconteceu nessa estúpida tragédia que se abateu sobre toda aquela família? Que eles fizeram aquela ato impensável, eu não tenho dúvidas. Que causa repulsa só de pensar, certamente. Mas será que alguém pensou nos outros dois filhos do casal? O que essas crianças devem sofrer, e irão carregar esse estigma de "filhos de assassinos" para o resto de suas vidas? Será que essas pessoas pertubadas que vão causar tumulto param para pensar nisso? Eu acho que não....Nesse dia eu vi uma reportagem onde o repórter entrevistava uma mulher com 2 crianças, uma de colo, perguntando-a porque ela estava ali, a resposta da infeliz foi que "tinha que prestigiar"...AH VAI LAVAR UMA ROUPA MINHA SENHORA!!!
Esse casal já está pagando caro, e ainda tem muito o que pagar pelo que eles fizeram, mas não será com chacotas e tentativas de linchamento que eles serão punidos. A própria vida irá cobrar o seu débito...
Um grande abraço de sua megafã carioca!!!

lilly disse...

olá Medrado
acho uma covardia por mais que tenha sido um crime deste mas ninguem ta livre de cometer um crime pode até não ser com os seus filhos e com alguem e por mais que eles tenham errao não a cho a maneira mais correta tentar linchá-los
bjos te adoro Medrado sempre que posso ouço seu programa na metropole e assisto o visão social

Kleber E. Furlani disse...

Caro José Medrado,
Acho que todo esse exagero tem influência direta da mídia. Os meios de divulgação, principalmente a televisão incita a massa e como sabemos forma opinião.
O caso dos Nardonis sem dúvida foi uma crueldade, frieza e maldade difíceis de medir, mas sempre fico me perguntando:
E os laços energéticos entre Ana Carolina, Alexandre Nardoni e Isabela?
Talvez, em outra encarnação, não teria ocorrido o contrário?
Fiquei revoltado, assim como toda a população. Foi um sentimento de alívio ao vê-los condenados, mas uma coisa ninguém pode negar, é que homens cruéis de nossa época também foram bebês e crianças lindas.
A justiça dos homens foi feita, porém os resgates só o tempo para minimizar.

Grande abraço a todos,
Kleber Furlani
http://kleberfurlani.com

Graça Vieira disse...

projeções de suas próprias culpas?...quem sabe...
Graça Vieira

Fabiano S. Seixas disse...

Bom dia J. Medrado,
o que marca neste julgamento é o papel da mídia, desde sempre, julgando os, agora sim, sentenciados pelo tribunal do juri.
Pois a mída fez com que o caso tomasse uma enorme repercução a ponto de influenciar na sentença dos jurados, que a muito é pensado em fazer parte pessoas do povo mais operadores do Direito: professores, alunos, advogados, juizes, MP e outros.
Por fim a multidão não passa de imbecís que nada querem com os princípios e a própria justiça. Porque quem cria as leis são so legisladores e estes continuam a lesgislar leis que emperram os tarabalhos da justiça e protelam as devidas condenações...
Forte abraço e fica com Deus!

judite disse...

Bom dia...AMIGOOO

Eu não ficaria madrugada adentro na porta de um forum, nem na frente da tv, para ver o resultado de qualquer julgamento que fosse (meu descanso fica acima disso)...MAS...ficar feliz com a condenação DESSES culpados, e até fazer uns ELOGIOS rsrsr...ahhhh isso eu FIZ!!! Não sou perfeita nem tenho a sua nobreza Medrado...
Abraço FORRRRRRRTE

Maria disse...

Querido Medrado,
Nos vimos ali,como pais...mães...avôs..avós...enfim,com uma sensação de dor ,duplamente aliviado.Uma pq mesmo que nos tenha doído,não se tratava de nós mesmos,apesar de sentirmos assim.Outra,que a justiça foi feita.Mas,cabem essas barbaridades de leigos que expõem a flor da pele,o alivio de saber que aqueles monstros,vão pagar pela atrocidade que fizeram.Para mim....que fiquem sempre por lá para sempre.Um bjo amore.Jana.

Paulo disse...

Olá Medrado, acho que o povo não acredita mais em justiça, cadeia etc. Eu mesmo não consigo acreditar que eles cumpram pena por muito tempo, estou vendo gente mais perigosa solta por aí.
Pelo menos é o que penso!

Grande abraço

Loureth disse...

Querido Medrado, não são apenas pessoas sedentas de justiça, mas muita gente desocupada também, que estava ali para se divertir no tumulto como se fosse um circo chegando na cidade. Dava pra ver algumas pessoas dando risada de todo aquele absurdo. Mas para um povo que até hoje malha Judas no sábado de Aleluia era de se esperar.
Bjks sem fim!!!

vanessacardoso131 disse...

Estes Atos remetem a uma reflexão: O verdadeiro conflito existente entre o que significa pra a sociedade Brasileira o sistema Prisional e os reais objetivos Jurídicos para que foi criado.
Um Lado a sociedade querendo Punição "Justiça", afastamento dos que comentem crimes, do outro, o objetivo é o melhoramento social dos individuos ali confinados. vale ressaltar que é o IDEAL, pois na prática tudo é diferente com iss, o objetivo não é atingido, pior as nossas cadeias tornaram-se faculdades de delitos.
Precisamos de uma REFORMA JÀ!!!

a disse...

Acho tambem que as pessoas confundem vida real com ficção. O caso Nardoni acabou virando uma mini-serie da TV, e muitas pessoas acharam que poderiam participar.
Visão meio tosca...vê se tem cabimento levar criança a uma da manhã pra porta dum fórum ???
perderam a noção, Medrado!

Danielle Gonzaga disse...

O ser humano deixa neste momentos aflorar os seus sentimentos mais primitivos como crianças que acham que bateu tem que levar .Agimos sem lembrar que somos humanos e que temos que comprrender o erro , e ajustiça da forma adequada e não querer agir por impulso, e a historia de pagar na mesma moeda a sede de vingança.
Não lembram da historia que jogue a primeira pedra que não tiver pecados ....

Ana disse...

oi Medrado,eu te adoro viu!!! eu concordo com vc plenamente,se eles já
foram condenados pra que aquilo? sabe
o que é medrado esse povo não tem o que fazer.beijos!!!!

liu_rana disse...

Sim Medrado, concordo contigo, porém acrescento mais: isso é resultado da indignção, da revolta por tantos casos ão resolvidos. E mais: Do que adianta serem codenados a 26 anos ou mais se não passarão sem 10 na prisão? Para mim, um crime com um requinte de crueldade desse, como em muitos, os codenados deveriam ser impossibilitados de desfrutarem de liberdade até o fim de seus dias... porém entraria aí uma outra questão: nosso sistema carcerário. Mas enfim, como eu disse: a indignação sempre continua. Sei q violência não leva a nada, mas o povo tá cansado de tanta "injustiça".

ameliahelena disse...

Eu acho terrível aquele povo todo na porta. Se eles têm vontade de matar os assassinos de Isabela, é porque eles não tem um Deus no coração. A justiça está sendo feita. Mas se vingar com suas próprias mãos vc se torna igual. Penso Assim. Beijos.Amélia Galrão

Hugo disse...

Meus amigos!,...
Certamente as pessoas...não querendo generalizar, mas pelo menos a maioria tem alguma magoa,raiva e ranco de alguem....
É quando se vêem diante de situações como essa,a dos Nardoni,querem expulsar esses sentimentos guardados em suas mentes e corações.E se sentem muito avontade para isso fazer, pois os acusados já aviam sido condenados,e dessa forma as individuos que desta situação se aproveitão para fazer esses tipos de manifestações infelizes que são apoiados por grande parte da populacão.
Penso que seja que isso seja Natural,porém LAMENTAVEL.


Hugo Ferraz...=D

MURILLO disse...

O povo brasileiro está carente de justiça, bem, digamos, algum tipo de justiça.

As pessoas se prostam como observadores, advogados de defesa e acusação, juízes e até humanistas que buscam a todo momento defender pessoas que praticam a diversos tipos de crimes e não podem sofrer determinados tipos de punição.

O que devemos sempre fazer é observar, trabalhar nossos pensamentos e traduzir em um sentimento comum que possa ajudar de forma racional às pessoas.

Murillo de Rubim
Salvador - Bahia

LIberdade disse...

Boa noite!!

Eles já foram punidos por si só. Não verão os seus filhinhos crescerem, perderam os melhores momentos. precisam de oração, tanto quanto a mãe que perdeu a sua filha amada.

Katia Guimarães

FILOSOFIA E TECNOLOGIA disse...

Sabemos que conflitos não resolvidos em encarnações pretéritas, podem assomar nas encarnações presentes dentro da família. Quem hoje é vítima pode ter sido algoz no passado. Que estranho sentimento levou um casal aparentemente equilibrado a isso? Certamente que isso não é justificativa nem atenuante, porque as regras sociais e a lei divina deveriam ser um freio a qualquer impulso menos nobre, mas temos que considerar que todos nós somos ainda um conflito entre nossa natureza animal e nossa aspiração angelical. Costumo dizer que dentro de todos nós lá no fundo do peito bate o coração de um índio cavalgando seu cavalo pelas pradarias com uma machadinha em riste buscando abater um búfalo.

Sheia disse...

Caro Medrado,
Acho que a cena que você assistiu se relaciona menos a sede de justiça e mais a sede de espetáculo cultivada pelas pessoas atualmente.
Por conta dos desajustes do sistema penal brasileiro, consequência dos desajustes da formação do ESTADO como um todo, a maioria das pessoas acredita que as leis penais existem para imposição de vingança.
A mencionada sede de espetáculo muito me assusta e faz lembrar as cenas do filme Gladiador, de Ridley Scott, na qual o espetáculo era assistir à morte deliberadamente.
Tristes tempos.
Um abraço.

Michele disse...

ACREDITO QUE ESTE TIPO DE REAÇÃO FAÇA PARTE DO NOSSO PROCESSO DE EVOLUÇÃO AINDA EM ANDAMENTO. ONDE SOMOS SEVEROS E IMPIEDOSOS CASTIGADORES DAS FALTAS ALHEIAS, MAS INCESSANTES SOLICITANTES DA MISERICÓRDIA DIVINA.
QUE DEUS TENHA MISERICÓRIDA DOS MEUS MOMENTOS DE ÓDIOS E DA MINHA FALTA DE COMPAIXÃO.

Luciano disse...

Meus Queridos:
Penso que essas fenomeno nao necessita do resultado de um juri. O resultado culpado so legitima a exteriorizaçao de um "sentimento de justiça", que na verdade nada mais é do que o afloramento dos instintos primitivos que sao contidos pelas normas modernas de conduta social. Alem disso o ser humano traz adormecido (ou nao tao adormecido) um tipo de deleite pelo sofrimento do outro, sentimento esse que de tempos em tempos é satisfeito, como era no tempo das fogueiras, dos enforcamentos, dos apedrejamentos, dos circos da Roma antiga! Talvez pelo fato de que presenciando a miseria e a maldade sendo aplicada ao outro ele se compraza com a sua posiçao privilegiada e sinta algum alivio de nao ser ele o supliciado. Mas estamos nos desviando do assunto, no caso do linchamento, o processo se sofistica ainda mais, pois nao nao sendo ele o supliciado, vê confirmada sua superioridade sobre o mesmo, uma vez que foi confirmado publicamente a atrocidade do linchado! Alem do mais o ato publico nao tem culpado, alias o culpado pelo linchamento nao tem rosto! nao existe culpa individual, pode-se agir e externar toda a sanha da crueldade sem censura!Se cosntata isso tambem na maldade crua dos exercitos invasores!
A trilha é longa.....
Paz

dene disse...

Conheci seu blog hoje, e resolvi comentar sobre o caso, sabe acredito sim no resgate de vidas passadas, ele o Alexandre me pareceu o tempo todo consciente do que fez e do preço que deveria pagar, ela Carolina, ja um pouco mais desesperada deixa claro que sabia das consequencias, mas nao a aceitava muito bem...sabe falo em relaçao a questao do lado espiitual, eles cometeram o absurdo, nao tinham como voltar atras trouxeram isso e este compromisso de outra vida sim, a garotinha veio nesta reencarnação apenas como parte do progresso de evoluçao do casal, se eles falhassem pagariam o preço sem resistir e se acertassem viveriam melhor nesta vida. Mas infelissmente aconteceu, poderiam resgatar o passado sem maltratar a criança e sem pagar um preço tao caro. Dene Rodrigues. denerodrigues.blogspot.com

LEUZA RODRIGUES disse...

Olá Medrado Feliz Ano Novo
Quando você irá ao Perseverança??

Eu realmente fico chocada com o comportamento das pessoas. Como elas gostam de apontar o dedo.Claro
que crimes devem ser severamente punidos PELA JUSTIÇA, claro que o povo deve exigir que o poder público cumpra sua obrigação.
Temos exemplos de casos graves que todos conhecemos e que estão sem "punição".
MAS O POVO infelizmente acha que
exigir da justiça é deixar suas
vidas de lado, e sair por ai "jogando pedras" destruindo, querendo uma forma de vingança que
não condiz com o comportamento de
pessoas do bem e que acreditam em
Deus. E pior, ensinam seus filhos
a ser vingativos,agressivos,achando que são os donos da verdade e que tudo
se resolve na base da agressão. Temos vários exemplos de comportamento agressivos de jovens e que mesmo assim são defendidos por seus Pais. Enfim...é por isso
que eu sempre digo.
NÃO ADIANTA PEDIR A PAZ PARA O MUNDO, QUANDO A GUERRA EXISTE DENTRO DE NOSSOS CORAÇÕES. A PAZ
PRECISA COMEÇAR PRIMEIRO DENTRO DO CORAÇÃO DE CADA UM, ELA VÊM DE
DENTRO PRA FORA.
Abraços

Paulo Araujo disse...

Pra mim é o mesmo sentimento que levava a multidão para ver enforcamntos, ou apedrejamentos no oriente médio, ou seja, sentimento inferior por sangue..vingança ou pura maldade.

daniela disse...

eles devem pagar pelo crime que cometeram mais quem somos para julgar alguem o julgamento so pertence a deus nos somos pecadores e falhos

Maria disse...

exato Medrado, também, entendi que a senhora buscava resgatar a justiça ou vingança q em algum momento não pode ser vivida por ela, só que ela, provavelmente, assim creio, não s deu conta disso...

Luz e Paz!

Maria disse...

Exato Medrado, também, entendi que a senhora que batia no carro, c a filha pela mão, buscava resgatar a justiça ou vingança q em algum momento não pôde ser vivida por ela, só que a mesma, provavelmente, assim creio, não s deu conta disso...

Luz e Paz!